.

domingo, 13 de março de 2016

6 famosos seriais killers do mundo


Amelia Dyer
Conhecida como uma das maiores matadoras de crianças da Inglaterra Vitoriana, estima-se de que tenha assassinado cerca de 200 a 400 crianças. Ela adotava crianças ilegítimas em troca de dinheiro, mas não cuidava das crianças ou as assassinava por estrangulamento com uma fita branca e as jogavam no rio.

Dyer apresentava problemas mentais e tendências suicidas, já havia passado por várias instituições psiquiátricas e ainda possuía histórico de consumo de drogas.



Gilles de Rais
Era um soldado e nobre francês que lutou ao lado de Joana D’arc contra os ingleses. Foi acusado e condenado por torturar e estuprar crianças. Entre 1432 e 1440 foram contabilizados o desaparecimento de cerca de 1000 crianças na Bretanha.

Em seu castelo, Gilles era rodeado de bruxas, alquimistas e sadistas. Gastava todo o seu dinheiro em obras artísticas que lhe recordavam o passado de lutas ao lado de sua musa inspiradora e festas para seus conselheiros e amigos. Ao cair da noite, ele dedicava-se à tortura, estupro e assassinato de meninos. 

Em outubro de 1440, ele e seus “colaboradores” foram enforcados e queimados. Todos se chocaram com as declarações e acusações contra Gilles, pois este era visto como um herói.



Henry Lee Lucas
Réu confesso no envolvimento de cerca de 600 assassinatos, com cerca de uma morte por semana entre os anos de 1975 e 1983, era filho de uma prostituta violenta. De acordo com Henry, sua mãe costumava bater em seus filhos e forçava-os a vê-la ter relações sexuais com outros homens. Seu pai era um alcoólatra que havia perdido as pernas em um acidente.

Possui um olho de vidro, pois, em uma briga com seu irmão teve o olho furado e sua mãe não se importou, o que levou à uma infecção e a perda do mesmo. Foi obrigado por sua mãe a vestir-se de menina, cachear os cabelos e ir para a escola. Submetido a essas situações, acabou por se entregar à depravações ainda criança e aos 13 anos de idade assumiu compromisso de sexo com seu meio-irmão, que também o levou a realização de bestialidades e torturas de animais. 

Gostava de cortar a garganta dos bichos e violar sexualmente os cadáveres. Seu primeiro de muitos crimes foi ainda adolescente com uma prostituta o qual não queria se entregar a ele.

Assumiu, em conjunto com seu parceiro Ottis Toole cerca de 600 assassinatos. Eles eram adeptos à necrofilia. Frase famosa de Henry: “Matar alguém é como caminhar pela rua. Se eu quisesse uma vítima, eu ia lá e tinha uma."


Gary Ridgway
Era uma pessoa que sentia prazer em matar e via os assassinatos como uma carreira a ser seguida, tendo orgulho de cada morte. Matava suas vítimas por meio de estrangulamento, pois, segundo ele, tiros e armas causavam muita “sujeira”.

Atuou na década de 80, em Seattle, Washington e suas vítimas eram em sua maioria prostitutas, moradoras de ruas ou meninas que fugiam de casa. Dizia que queria matar o maior número de mulheres que achava que eram prostitutas, porque odiava a maioria delas e não queria pagar para ter sexo.

Mirava nas mais jovens e inexperientes, ele as levava para sua casa, fazia sexo com elas e depois as atacava. Os corpos eram desovados em matagais, à beiras de estradas ou nas águas do Green River, tornando-o o conhecido assassino de Green River.


Pedro López
Conhecido como o Monstro dos Andes, foi acusado de ter matado cerca de 300 pessoas em três diferentes países. A maioria de suas vítimas eram meninas entre 9 e 12 anos.

Era filho de uma prostituta e foi expulso de casa aos 9 anos de idade por ter acariciado sua irmã mais nova. Após isso, foi recolhido por um pedófilo e sodomizado à força. Foi preso aos 18 anos e após sair da cadeia iniciou sua vida de assassinatos.


Harold Shipman
Conhecido como o Doutor da Morte, até hoje as justificativas dos seus assassinados não foram “justificadas”. Foi acusado da morte de mais de 200 pacientes em estado terminal ou aqueles que pareciam inoportunos. Era pai de família e com boa reputação, oque servia como uma máscara perfeita para a execução de seus crimes.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários :

Postar um comentário

Total de visualizações

Copyright © A Personalidade Jurídica ⚖ | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes