.

quarta-feira, 2 de março de 2016

Você sabe empregar corretamente os pronomes demonstrativos?


 Os pronomes demonstrativos podem ser divididos em pronomes variáveis e invariáveis, no qual as flexões podem ser em gênero masculino ou feminino e número singular ou plural.

Pessoa
Variáveis
Invariáveis
Masculino

Feminino

Não se flexionam
Singular
Plural
Singular
Plural
Este
Estes
Esta
Estas
Isto
Esse
Esses
Essa
Essas
Isso
Aquele
Aqueles
Aquela
Aquelas
Aquilo


Pronomes demonstrativos à Utilizados para localizar um ser em relação às pessoas de um discurso, podendo essa indicação se dar no espaço, tempo:

1.    Posição Espacial
o   Os demonstrativos de 1ª pessoa (este, estes, esta, estas e isto) indicam que o ser está relativamente próximo à pessoa que fala. Geralmente ocorrem nas frases as quais aparecem os pronomes eu, me, mim, comigo ou com o advérbio de lugar aqui.

- Exemplo: Este caderno que está aqui comigo é lindo.


o   Os demonstrativos de 2ª pessoa (esse, esses, essa, essas e isso) indica que o ser está relativamente próximo à pessoa com quem se fala. Geralmente ocorrem nas frases em que apareçam os pronomes tu, te, ti, contigo, você, vocês ou com o advérbio de lugar aí.

Exemplo: Esse caderno que está contigo é lindo.


o   Os demonstrativos de 3ª pessoa (aquele, aqueles, aquela, aquelas e aquilo) indicam que o ser está relativamente próximo à pessoa de quem se fala ou distante dos interlocutores. Geralmente ocorrem nas frases em que apareçam os advérbios ali e lá ou palavra que indique uma terceira pessoa.

Exemplo: Aquele caderno que está ali é lindo


2.    Posição Temporal

o   Os demonstrativos de 1ª pessoa (este, isto e flexões) mostram o tempo presente ou bastante próximo do momento em que se fala.

Exemplo: Este dia está bom para passear na praia.
As inscrições concurso encerram-se nesta semana.



o   Os demonstrativos de 2ª pessoa (esse, isso e flexões) mostram tempo o passado relativamente próximo ao momento em que se fala.

Exemplos: Em dezembro, eu estava de férias; nesse mês participei do processo seletivo do melhor escritório do Brasil.
Há um ano concluí meu curso de Francês; nesse ano participei de um processo seletivo.



o   Os demonstrativos de 3ª pessoa (aquilo, aquele e flexões) mostram passado remoto ou bastante vago.

Exemplo: Em 1945 terminou a Segunda Guerra Mundial; naquele ano, na Europa, iniciou-se um novo período.
Em 13 de maio de 1888 foi assinada a Abolição da escravatura; naquela época a sociedade brasileira começava a passar por mudanças.


3. Posição dos pronomes em relação à informação
o   O correto é empregar este e flexões quando nos referirmos a algo que será falado, isto é, antecipando uma informação:

Exemplos: Espero apenas isto: que todos entendam a importância do conhecimento da língua.
Estas são algumas características do ser humano: egoísmo, ganância e intolerância.



o   Empregar esse e flexões para fazer referência a algo já falado, isto é, para retornar uma informação:

Exemplos: Que todos entendam a importância do conhecimento da língua; é apenas isso o que espero.
Egoísmo, ganância e intolerância; essas são algumas das características do ser humano.



4.    Referência a dois elementos já mencionados
o   Emprega-se este em oposição a aquele quando se quer fazer referência a dois elementos já mencionados, substituindo-os. Este se refere ao mais próximo; aquele, ao mais distante.

Exemplo: Senhora e Dom Casmurro são importantes obras da Literatura brasileira: esta foi escrita por Machado de Assis; aquela, por José de Alencar.



5. Outros Pronomes Demonstrativos
o   O(s), a(s) são pronomes demonstrativos quando podem ser substituídos por aquele, aquela, aquilo, isso. Observe que ele vem acompanhado pelo pronome relativo que.
Exemplo: Encontrei o que estava faltando comprar. (= Encontrei aquilo que estava faltando comprar.)


o   Tal é pronome demonstrativo quando equivale a este, esse, isso etc.
Exemplo: Não consigo entender tal comportamento. (=este comportamento)


o   Mesmo e próprio são demonstrativos de reforço. Eles sempre concordam com o termo ao qual se referem e conferem a ele apenas um reforço da ideia, pois, se forem retirados, a frase continua com sentido.
Exemplo: Ela mesma fez o bolo.
Ele próprio resolveu o problema matemático.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários :

Postar um comentário

Total de visualizações

Copyright © A Personalidade Jurídica ⚖ | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes